sábado, 27 de fevereiro de 2010

Reticência 63

A poesia, então, seria
um modo um tanto belo
de contestar o que
haveria de incomodar-nos
nas entrelinhas desta
ora doce, ora amarga
vida.

2 comentários:

Luciana disse...

A poesia tem múltiplas utilidades e uma delas pode ser, quem sabe, realmente essa de contestar os incômodos da vida.

Gotei.
Beijo! ^^

Carol Sena disse...

eu gosto das coisas que ficam nas entrelinhas ..
e também gostode provar dos sabores da vida, doce e amargo, amargo e doce!

Beijo :*