quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Reticência 177

E cadê as borboletas no estômago
E o frio na barriga
Quando a gente mais precisa?
Vem coração, começa a bater
Vem bater na minha porta.

4 comentários:

Leti B. disse...

noooossa! é bem assim mesmo!
uma delícia de se ler :)

Tiago Moralles disse...

Bate no ritmo do amor.

Betina. disse...

Queria sentir isto denovo ultimamente. Lindo!
beijobeijo

sentimentoletrado disse...

Eita, que isso é paixão!!!

A inquietude do sentir.

:D