domingo, 8 de agosto de 2010

Reticência 128

Um dia recebi um presente
indescritível.
Um presente tão grande
que não deu pra embalar.
Veio acompanhado de um bilhete
que dizia assim:

Para
Amar
Incondicionalmente

Mas não foi preciso lê-lo,
esse amor eu já sentia.

2 comentários:

Mariana Andrade. disse...

que doce, ulli (:

feliz dia dos pais à todos os papais de quem lê isso aqui!

Rafael Santiago disse...

Muito bom mesmo!!!