segunda-feira, 28 de junho de 2010

Reticência 114

Uma baita vontade de chorar,
e lágrimas presas nos olhos - a brilhar
Faz tempo que lateja - pulsa
são batidas, não lágrimas
são lagrimas - abatidas.

6 comentários:

Digo Guimarães disse...

Interessante,
Mt interessante,
Seguindo ..

Maria Fernanda Probst disse...

Permita-se abater.

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ NARA CABRAL Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Não se deixe abater
Quando seu coração apertar
não perca a fé, não se deixe abater.
Estarei a ti abraçar,e acalentar.
todas tuas aflições serão sanadas.
Não esqueça, o amorde DEUS é infinito,
nunca apaga fica guardado
beijos

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ NARA CABRAL Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ disse...

Não se deixe abater
Quando seu coração apertar
não perca a fé, não se deixe abater.
Estarei a ti abraçar,e acalentar.
todas tuas aflições serão sanadas.
Não esqueça, o amorde DEUS é infinito,
nunca apaga fica guardado
beijos

mariana s , disse...

amei o post ! já estou seguindo !

Luana Gabriela disse...

Que lindo isso...

Lágrimas abatidas que caem compassadamente no contratempo dos soluços....

Bjos